Campolide,

Deservagem continua em Campolide

  • _MG_6802.jpg
  • _MG_6835.jpg
  • _MG_6843.jpg

A JFC continua a fazer uma forte aposta na deservagem das ruas de Campolide.

Com vista a agilizar os trabalhos de deservagem, a Freguesia foi dividida em oito zonas de actuação, com prioridade para as habitacionais. «Exactamente porque as ervas voltam a crescer com tanta rapidez, o objectivo é que as zonas habitacionais fiquem cuidadas ao máximo», explica Filipa Nazaré, a engenheira responsável pelos Espaços Verdes.

Existem, neste momento, duas equipas de no terreno, cada uma delas com dois trabalhadores: um com roçadora e o outro com soprador, vassoura e protector de viaturas. “Infelizmente, ruas deservadas há aproximadamente duas semanas, já estão com ervas a crescer novamente, explica Filipa Nazaré, acrescentando: «É impossível fazer a deservagem e estar sempre tudo impecável, já que quando se chega ao fim, a erva nas ruas deservadas no inicio dos trabalhos já cresceu outra vez».

Esta tem sido uma preocupação do Presidente, André Couto, que tem procurado, com a equipa de Espaços Verdes, encontrar soluções definitivas para o problema. Neste momento, para além da divisão da Freguesia em oito cantões e a disponibilização de duas equipas para a deservagem, está decidida a aquisição de uma máquina que faça mondas térmicas, uma técnica recente que consiste em aquecer as ervas e as plantas infestantes, destruindo-as sem a necessidade de recorrer a produtos químicos.

O portal da JFC utiliza cookies de rastreamento anónimo para melhorar a interacção com o Utilizador. Ao continuar a navegação, está a concordar com o uso de cookies.